Biografia

Leide Consuelo Quereza Moreira

Já imaginou alguém construir poesias somente com o movimento do globo ocular?
Leide Moreira só movimenta os seus olhos. E, com apenas este movimento, ela se comunica e faz poesias.

Portadora de ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica – doença neuromotora degenerativa), Leide vive em seu apartamento, em sistema de home care, com uma UTI instalada em seu dormitório, na cidade de São Paulo. Está tetraplégica, alimenta-se via gastrostomia (alimentação feita por sonda gástrica ligada ao estômago), respira por aparelhos e é monitorada 24hs por auxiliares de enfermagem e cuidadoras. Não possui os movimentos, com exceção do globo ocular.

Leide não pisca e, apesar das suas limitações físicas, está totalmente consciente. É advogada, mãe de três filhos, avó de três netos, ama viver e preza por sua qualidade de vida.

A forma pioneira de sua produção artística emergiu como decorrência do método de comunicação encontrado quando, menos de um ano após os primeiros sintomas da esclerose lateral amiotrófica, em 2005, a poeta se viu privada das formas usuais de comunicação por ter perdido todos os movimentos do corpo, com exceção do globo ocular.

No seu processo de comunicação e de produção poética, Leide conta com o apoio de suas cuidadoras que, atentas aos movimentos dos seus olhos, para a direita ou esquerda, identificam colunas e linhas em uma tabela visual. Com essa tabela visual cujas linhas e colunas contém as letras do alfabeto, suas auxiliares perguntam de uma em uma, sequencialmente, em qual coluna se encontra a letra. Leide movimenta os olhos para o lado combinado, remetendo à coluna correta. O mesmo processo é feito para identificar a linha. O cruzamento destas duas variáveis, coluna e linha, resultam na letra que ela pretende comunicar.

Assim, “letra por letra”, a autora estabelece sua comunicação diária e constrói marcantes poesias.

Leide já publicou dois livros, “Letras da Minha Emoção” (2006) e “Poesias para me sentir viva” (2008), ambos com relevante repercussão social. Muitas de suas poesias já viraram músicas através de parcerias com o blues man Nuno Mindelis e com os compositores mineiros Elder Costa e Rafael Toledo.

Em seu terceiro livro, “Não Espere de Mim Apenas Poesias”, a ser publicado, Leide nos apresenta 200 poesias precedidas por comentários e reflexões sobre seu dia-a-dia, compartilhando suas experiências, seu processo de enfrentamento, permitindo visibilidade ao contexto de produção de sua obra.

Informações adicionais sobre a poeta Leide Moreira podem ser encontradas aqui, em seu hot site http://www.leidemoreira.com.br e também no www.youtube.com

Galeria de Fotos

2004_LeideEscritorio1